aprenda a fazer a hipotese do tcc

Como montar uma hipótese para o TCC

Como montar uma hipótese para o TCC

 

Se você está buscando como montar a hipótese do seu TCC, já está de parabéns!

Tem muita gente que esquece de montar a hipótese do trabalho antes de começar a escrever, e com isso acaba travando durante a escrita por não saber o que escrever.

Na verdade a hipótese é muito relacionada com os objetivos do seu trabalho, mas com algumas pequenas diferenças.

Nesse artigo eu vou te contar as 5 coisas que você precisa pensar para montar uma boa hipótese para o seu TCC, a dica número 5 é a que determinar uma hipótese comum de uma hipótese preditiva.

Fica comigo até o final desse artigo que você vai entender tudo sobre hipótese.

 

Conhecer a literatura

 

A primeira coisa que você precisa antes de estabelecer uma hipótese é conhecer minimamente a literatura.

Ah Gabriel, é sério que vou precisar ler para conseguir estabelecer minha hipótese?

Cara, você não precisa ler artigos e artigos para pensar na hipótese, mas conhecer um pouquinho você precisa sim!

E por que?

Porque a hipótese é como uma teoria que você vai testar com seu trabalho para ver se realmente é assim que funciona na prática ou não.

Você até pode usar a lógica para estabelecer sua hipótese, mas nesse caso você só conseguirá aplicar a lógica sabendo o que faz sentido e o que não faz dentro do seu tema.

Por exemplo:

Minha hipótese poderia ser:

A homologação da lei maria da penha influencia os casos de violência doméstica.

Eu usei a lógica para pensar nessa hipótese, mas só consegui usar a lógica nesse caso porque eu sei o que é e para que serve a lei maria da penha, entende?

Por isso, antes de estabelecer sua hipótese, saiba no mínimo a relação entre uma variável preditora e uma variável resposta.

Algo como acontece nos objetivos, já entrando na nossa próxima dica.

Relação com objetivos

Se você já estabeleceu os objetivos do seu trabalho, já tem as hipóteses do seu trabalho bem encaminhadas.

Como assim Gabriel?

Se você já é inscrito aqui no canal, sabe como funciona estabelecer objetivos, onde você busca entender a relação entre duas variáveis.

Nesse caso, você vai pegar essas duas variáveis de interesse dos seus objetivos e vai transformar em hipótese.

Por exemplo, se seu objetivo for:

Analisar a eficácia da penicilina no tratamento de pneumonia.

Sua hipótese poderia ser:

A penicilina contribui com a melhora nos casos graves de pneumonia.

Aí você testaria através da coleta e analise de dados, se realmente a penicilina contribui com a melhora nos casos de pneumonia.

Tá vendo como a hipótese mora dentro dos objetivos?

Portanto, se você já estabeleceu seus objetivos, tire deles sua hipótese.

Se ainda não estabeleceu, vou deixar o link aqui do canal onde eu te ensino a montar os objetivos do seu trabalho.

Mas, existem também outras formas de estabelecer suas hipóteses.

 

Pensar na lógica de uma teoria

 

Outra possibilidade de montar hipóteses para o seu trabalho, vem totalmente da literatura do seu tema.

Você pode pegar uma teoria dentro do assunto do seu trabalho e testa-la

Inclusive pode ser até uma teoria bem consolidada, que já foi testada por outros trabalhos.

Pegue essa teoria, colete dados, analise-os e avalie se de fato essa teoria funciona na prática.

Se funciona, ótimo, você terá bastante coisas para discutir a importância e a veracidade daquela teoria.

Se na prática não é bem assim, ótimo também, você também terá bastante coisa para discutir como aquela teoria não se aplica na prática, porque ela não se aplica na prática e o que pode ter acontecido para você encontrar esse resultado.

Além disso, você também pode desenvolver a própria teoria baseado na lógica e no seu conhecimento prévio do assunto.

E aí você faz o mesmo processo para testar a teoria na prática.

Já pensou que seu trabalho pode criar uma teoria inovadora e lá na frente ser um dos trabalhos com mais citações no seu tema de pesquisa?

Eu tenho total certeza que você é capaz de criar essa teoria inovadora, basta pensar um pouco e colocar a mão na massa!

E essa dica se relaciona bastante com a próxima:

Testar uma possibilidade

Sabe aquela dúvida que você sempre teve e nunca encontrou uma resposta?

Tipo, por que o céu é azul?

O que acontece se eu comer banca e beber leite?

Mentos com coca cola faz mal?

Pegue uma pergunta que você sempre quis responder, colete os dados, seja por experimento, em campo ou na literatura e veja qual a resposta para sua própria pergunta.

Claro que tem que estar relacionado com seu curso né, não vai fazer um tcc para ver o porque de mentos com coca cola fazer mal se você cursa direito, não tem nada a ver.

Mas desde que esteja relacionado com seu curso, use sua curiosidade para gerar suas hipóteses.

Tenho certeza que ficará um ótimo trabalho!

 

Direcionamento de hipótese

 

A última dica é sobre direcionamento de hipótese.

Ah Gabriel, que diabos é direcionamento de hipótese?

Você já ouviu falar de hipótese preditiva?

O próprio nome já diz: você prediz alguma coisa, ou seja, indica a direção da hipótese.

Quando a gente monta uma hipótese, normalmente não indica o que esperamos que aconteça, só verificamos se acontece.

Na hipótese preditiva você já diz o que imagina que aconteça, por exemplo:

A homologação da lei maria da penha diminui os casos de violência doméstica.

Na hipótese que havíamos feito antes, escrevemos que a lei maria da penha influencia os casos de violência doméstica, mas não dissemos se diminui ou se aumenta.

Na hipótese preditiva já sugerimos que a lei maria da penha diminui os casos de violência doméstica.

A diferença é sutil, mas muda bastante de uma hipótese geral para uma hipótese preditiva.

Já que quando você indica direção, você é mais específico na hora de refutar ou não sua hipótese.

Se esse artigo te ajudou não esquece de se inscrever no canal e deixar o like, porque só assim a gente consegue avaliar se estamos cumprindo nosso objetivo de ajudar os alunos a não passarem sufoco com o TCC.

Se você quiser contar com nossa orientação individual, vou deixar o link para matricula na família aprova aqui.

Fechou?

Forte abraço e te vejo no próximo artigo!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *